Crianças de até 3 anos já têm o seu próprio celular, aponta pesquisa

^1983AF5818B8351EB2F369083118D56CBD608841271F54584E^pimgpsh_fullsize_distr

Por mais precoce que pareça, uma a cada 10 crianças brasileiras, de 0 a 3 anos, já possuí o seu próprio celular. É o que aponta uma pesquisa realizada pela Mobile Time e Opinion Box, divulgada na última semana.  Ela revela que metade das crianças de até 3 anos têm acesso a smartphones, sendo que 41% usam dos pais, 9% têm o seu próprio aparelho e outras 28% já pediram um celular de presente.

Além disso, a analise destacou que mais da metade (60%) das crianças entre 4 e 6 anos acessam os smartphones dos pais e outras 22% já têm o seu próprio aparelho. Essa realidade se intensifica com os jovens entre 7 e 9 anos, sendo que apenas 20% não usam smartphone.

A pesquisa também apontou que desses pais que emprestam o celular para os filhos, a maioria (78%) não possui nenhuma forma de controlar a criança frente a telinha, o que pode comprometer a segurança da bençãozinha.

Todo cuidado é pouco quando falamos da segurança dos soldadinhos e florzinhas de Jesus, inclusive na internet. Então, papais, tenham atenção e sigam algumas dicas para evitar futuros problemas:

– Informe seu filho(a) sobre os perigos da internet!

O diálogo aberto com as crianças é sua principal arma, esclareça sobre a gravidade de conversar e revelar dados pessoais como telefone e endereço residencial ou escolar a estranhos e se ele(a) possuir perfis em redes sociais fique atento nas suas interações.

– Determine um horário fixo para as crianças navegarem na internet

De preferência, esse tempo deve ser uma hora em você esteja em casa. Além de estar compartilhando experiências online com os pequenos, você ainda estará de olho no que eles estão fazendo na web.

– Use ferramentas para monitorar

Ferramentas específicas de monitoramento podem ser uma boa pedida! Além de limitar o tempo que as crianças podem usar o computador, as configurações da maioria desses programas permitem ainda definir quais jogos e sites poderão ser acessados pelas crianças na internet.

Além dessas dicas, sempre incentive o seu filho a se desconectar do mundo virtual e se conectar com as pessoas ao seu redor. Mas para isso, será muito importante o seu exemplo, ok?! Então, estimulem as brincadeiras e os momentos em família, isso será especial!